3 de outubro de 2017

RESENHA | O Segredo dos Corpos — Dr. Vincent Di Maio & Ron Franscell

Título: O Segredo dos Corpos
Título Original: Morgue: A Life in Death
Autores: Dr. Vincent Di Maio & Ron Franscell
Editora: DarkSide Books
Páginas: 256
Lançamento: 2017
Onde comprar: Amazon.com.br

Sinopse:
O SEGREDO DOS CORPOS disseca casos surpreendentes que ajudaram a construir a reputação do legista Dr. Vincent Di Maio. Como a exumação de Lee Harvey Oswald, suposto assassino do presidente Kennedy. Ou a investigação pela morte do adolescente Trayvon Martin, em 2012, na Flórida, crime que acabaria impulsionando o movimento Black Lives Matter, de denúncia contra o racismo na sociedade norte-americana.

O livro apresenta ainda casos reais de serial killers que ainda aterrorizam o imaginário popular. E num capítulo especial, o autor questiona o alegado suicídio de Vincent Van Gogh. Atendendo a um pedido de Steven Naifeh e Gregory White Smith, coautores de Van Gogh: A Vida, biografia do pintor ganhadora do prêmio Pulitzer, Di Maio analisou o caso e acredita que a marca da ferida revelara que o tiro não poderia ser “autoinfligido”.

A verdade nua e crua é o que você pode esperar em O SEGREDO DOS CORPOS. Escrito a quatro mãos, duas delas no bisturi do Dr. Vincent Di Maio e as outras duas do veterano escritor Ron Franscell, parceiro de Vincent Bugliosi (autor de Helter Skelter), o livro revela surpresas a cada página. Conheça a história da medicina legal, as curiosidades de uma profissão que aparenta ser tão mórbida e sombria, e as razões que levam alguém a dedicar toda sua vida a pesquisar os mortos. Ler O SEGREDO DOS CORPOS é como estar dentro do necrotério, participando de uma verdadeira aula sobre patologia criminal. Sem o inconveniente cheiro do formol.

Opinião:

Dr. Vicent Di Maio é um dos mais renomados médicos legistas americanos e, em O Segredo dos Corpos, fala dos casos mais impactantes que ele participou durante sua carreira gloriosa. O livro trás 10 histórias detalhadas de como pequenas informações, que passam despercebidas de médicos normais, mas que com toda a experiência e qualidade de Di Maio tornam esses pontos essenciais para salvar inocentes ou condenar bandidos. Os casos são os mais variados possíveis, mulheres matando crianças, assassinatos famosos, como a exumação do corpo do assassino do presidente JFK, e até mesmo uma polêmica sobre a morte do famoso pintor Van Gogh. 

Cada capítulo se inicia com uma descrição dos crimes, falando como cada caso teve inicio, como a pessoa acusada foi presa, sob quais circunstâncias os casos aconteceram, até mesmo dando uma noção de como as coisas no mundo caminhavam na época de cada um deles. Em seguida é exposto um “drama” que acontece no caso, mostrando como a medicina forense é necessária na resolução dos crimes, como ela pode ajudar a elucidar o modos operandi do assassino ou pode pinçar um detalhe ínfimo e provar que o assassino condenado na verdade pode inclusive nem ter participado da cena do crime. 

Eu gosto muito de livros que trazem histórias reais para as páginas, contando em detalhes famosos assassinatos ou a vida de bandidos. Nós somos muito bem servidos desse estilo de literatura no Brasil, graças a gloriosa e inigualável Ilana Casoy, que apesar de não ser médica forense, é uma criminóloga eximia e uma maravilhosa escritora, que tem uma bibliografia voltada para o assunto, incomparável, dissertando desde notáveis assassinatos brasileiros até explicando a mente de famosos serial killers. 

O que Di Maio faz no seu livro é bem parecido com o que Ilana costuma fazer nos seus, a diferença está na visão imposta nos casos relatados, enquanto Ilana conta mais sobre a mente por trás dos crimes, o primeiro fala sobre a prática deles, sobre a parte médica, sobre falhas nos assassinatos ou nas investigações que ajudam a desvendar os mistérios. 

O livro é muito bem escrito, possui a qualidade de prender o leitor, todas as histórias são fascinantes, a maneira que ele escreve no livro, tratando de situações especificas de uma área, o que poderia desinteressar o leitor, são extremamente simples e provocam a curiosidade do saber, você passa o livro e acaba querendo saber mais sobre manusear aqueles equipamentos e se envolver nessas investigações, sem se sentir enfadado com teses científicas. 

Além de dar informações forenses sobre as investigações dos crimes, o autor ainda conta histórias inusitadas que vivenciou enquanto trabalhava nos casos, como por exemplo um anel, que encontrou no caixão de um dos corpos que precisou exumar e no final da investigação recebeu como presente pelo seu trabalho. 

Para mim TODAS histórias do livro são ótimas e penetrantes, mas escolhendo uma delas, fico com a exumação do corpo de Lee Harvey Oswald, o assassino do presidente Kennedy. Sou fissurado pelo tema, que é o assunto do meu livro favorito, Novembro de 63, de Stephen King, sem contar em todas teorias da conspiração que envolvem a morte. O caso tratado no livro é exatamente a desconstrução de uma dessas conspirações, Vicent Di Maio analisou o corpo do assassino, exumado para que se provasse que ele e uma segunda pessoa não eram a mesma e não tinham tido seus corpos trocados. Com dados descobertos nos estudos do doutor ficou mais uma vez provado que Lee é realmente o homem que disparou contra Kennedy, no longínquo ano de 1963. 

Para você que gosta de crimes, que quer saber um pouco mais sobre como são feitas as analises de corpos e o que é importante descobrir na cena de um assassinato, O Segredo dos Corpos, conta esses e muitos outros segredos, pelas mãos de um dos mais renomados profissionais na área, aprenda como é o C.S.I. da vida real e a história dele, desde quando não tínhamos toda a tecnologia mostrada nos filmes, leiam, você vai sair fascinado. O livro recebe

Um comentário:

  1. Esse livro parece ser bem interessante! Tenho vontade de ler.

    ResponderExcluir